Virada Cultural: um encontro entre todas as tendências

 O evento criado pela prefeitura de São Paulo oferece diversas atrações para todos os gostos em sua décima quinta edição.

Por Isabella Oliveira

A 15ª edição da Virada Cultural vai acontecer em diversas regiões de São Paulo, entre os dias 18 e 19 de maio, e será palco para cerca de 1.200 atrações, entre shows, mostras de cinema, exposições artísticas, oficinas de gastronomia, vivências e performances, com diferentes tipos para todos as preferências. Será possível encontrar pontos de atrações localizados na Avenida Paulista, nos Sescs, em teatros, bibliotecas e museus da cidade.

Elis, o musical – Anhangabaú, 21/05/16 – Foto Juliana Peixoto

“Esse tipo de evento é uma oportunidade de conhecer coisas novas, principalmente para moradores da periferia, pois você pode aproveitar com a família e os amigos. Muitas pessoas não têm a oportunidade de conhecer lugares diferentes, então, por liberarem a gratuidade em alguns museus, por exemplo, já é ótimo”, disse a estudante Samanta Biscaro.

Além das obras musicais, este ano contará com exposições de arte e Viradinha Cultural, uma vertente do festival para o público infantil. Para o público mais novo, serão mais de 1.200 atividades em diferentes regiões de São Paulo, com destaque para os shows de Palavra Cantada e a banda Cidadão Instigado. Também serão apresentadas mostras de cinema com os desenhos da Disney, na Câmara Municipal.

Confira alguns locais onde irá acontecer parte da Virada Cultural. Para saber mais, acesse o site da Prefeitura de São Paulo 

Fique por dentro de alguns locais e atrações:

 

Como se locomover durante a Virada Cultural?

A Prefeitura de São Paulo idealizou o evento para que ele ofereça aos moradores de diversas regiões do estado 24 horas de cultura com atrações que agradam a diferentes públicos. Para facilitar a locomoção pela cidade, ônibus, metrô e trens funcionam sem pausa durante os dias de evento, além dos aplicativos de motoristas privados, como Uber, 99Taxi e Cabify, disponíveis para Android e IOS.

 

A história da Virada Cultural

A Virada Cultural, que apresenta diferentes produtos artísticos, teve seu começo na capital paulista, entre os dias 19 e 20 em novembro de 2005. A primeira edição da Virada Cultural foi inspirada em “Noites Brancas” (Nuit Blanche), um evento artístico e cultural sediado em Paris, reproduzido em diversas cidades do continente europeu, como Madri e Roma e contou com a participação de 3 mil artistas.

Uma das edições mais marcantes, a Virada Cultural foi realizada em 2008 e contou com mais de 800 atrações, cerca de 5 mil artistas, atingindo o público estimado em 4 milhões de pessoas. Entre os artistas que se apresentaram nesta edição, estavam nomes como Gal Costa, Jorge Ben Jor, Marcelo D2, Zé Ramalho, Vanguart, Mutantes, Jair Rodrigues, Titãs e Teatro Mágico.

Ney Matogrosso – Palco Julio Prestes, 21/05/16 – Foto Juliana Peixoto

 

Já em 2011, houve mudanças nas atividades oferecidas. Quem frequentou o evento pôde assistir lutas livre, entre as equipes Consejo Mundial de Lucha Libre (CMLL) e Brazilian Wrestling Federation (BWF). Além de poder acompanhar o esporte, também foi aberto ao público um palco de stand-up comedy com diversos comediantes, entre eles, Márcio Ribeiro e Fábio Rabin.

 

QFC – Batalha de Improviso, Ocupação Anhangabaú, 2016 – Foto Rafael Guimaraes

 

 

 

Imagens: (Banco de Imagens/prefeitura de São Paulo)
Editor e Redes Sociais: Isabella Oliveira
Repórter Fotográfico e Pauteiro: Brenda Zaninetti
Planejamento Multimídia e Revisão: Suzany Soares da Silva
Repórter: Luana Mendes



 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *