Brasileira desenvolve aplicativo para o auxílio de crianças portadoras do TEA

Dia dois de abril foi considerado o dia Mundial de conscientização do Autismo, para as famílias que convivem com o autismo essa data na verdade foi considerada o dia de aceitação do Autismo.

 O Autismo ao contrário do que muitos acreditam não é uma doença, é uma condição. Dentro do TEA (Transtorno do Espectro Autista) existem várias dificuldades a serem superadas como, dificuldade na fala, socialização, motoras, restrição alimentares e dificuldades de aprendizagem e foi pensando na dificuldade de alfabetização das crianças. Dentro do TEA , objeto da pesquisadora Ana Sarrizo, teve início ao seu projeto em 2013, o foco dela naquela época era as crianças portadoras do TEA de Belo Horizonte tivessem um auxílio junto aos educadores, mas seu professor a aconselhou concorrer no Prêmio Santander.
Os resultados foram tão bons que a ideia foi a vencedora entre 17 mil outras propostas com fundamentos na educação. Ganhadora de um prêmio avaliado em R$ 100 mil e uma bolsa no curso de empreendedorismo da Babson College, a autora do projeto decidiu criar a Brainy Mouse Foudation, nos Estados Unidos, tendo a oportunidade de estar mais próxima das maiores e importantes pesquisas sobre autismo, a fundação tem como intuito ajudar os familiares e instituições a incluírem os portadores do TEA.

Pedro, 3 anos, autista de grau leve, fazendo uso do aplicativo Brainy Mouse 

 

 No mês passado (março de 2018) foi lançado a versão em inglês do aplicativo Brainy Mouse, um projeto de quatro anos que já foi testado em Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP). O app é um game que tem como objetivo auxiliar as crianças portadoras a desenvolverem a habilidade linguística e a leitura. O Game conta com cores, palavras faladas em sílabas, sons e muitos outros componentes cognitivos.
  A versão em português já está disponível, o aplicativo encontra-se tanto nas plataformas de Android quanto nas de
IOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *