Inscritos para o Enem 2018 ultrapassam os 6 milhões

Por André Nascimento e Danikelli Borges

Os inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2018) já passaram de 6 milhões, segundo balanço parcial divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O Enem acontecerá em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. No primeiro dia, serão 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas e redação, com duração total de 5 horas e meia. Já no segundo dia, serão 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática, com duração de 5 horas. As provas terão início às 13h30.

Todos os participantes deverão pagar R$ 82,00 para se inscrever, exceto aqueles que conseguiram a taxa de isenção. O prazo máximo para quitar o boleto bancário é no dia 23 de maio. Mesmo que haja um feriado regional e os bancos não funcionem, a data-limite não será alterada, segundo o Inep.

O Enem é a porta de entrada para estudantes que têm o interesse de ingressar no ensino superior em universidades públicas (federais e estaduais), assim como para muitas instituições privadas. O aluno pode concorrer a mais de 220 mil vagas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e estudar em qualquer estado do Brasil. Além disso, o exame também dá a chance de concorrer a bolsas integrais e parciais em instituições particulares pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e a possibilidade de ingressar em um curso pagando os estudos apenas depois de formado com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Inscrições Enem 2018 por Gabriele Tenório

 

 

Para obter êxito neste processo, o candidato deve traçar uma estratégia para aumentar suas chances. Antes de mais nada, é preciso dominar as emoções e controlar a ansiedade. “O fato do aluno ter uma semana entre as provas contribui para reduzir o impacto negativo do cansaço, embora alguns acreditem que a espera poderá aumentar o nível de ansiedade. Manter um ritmo de descanso, com pelo menos 8 horas de sono por dia é muito importante, mas o momento pede um último esforço para a realização das provas do segundo dia”, avalia a professora de Geografia e diretora de Ensino do Determinante Pré-Vestibular, Camila Ferreira.

Ana Paula Ribeiro, de 18 anos, reclama da infraestrutura do ambiente escolar, pois considera o ensino médio em escola pública fraco. “A escola não prepara o estudante para uma prova tão complexa como o Enem”, opina.

Já Eduardo Campos Sales, de 20 anos, fala do desejo de passar em uma universidade pública e do desafio de mudar de cidade para estudar no curso dos seus sonhos, Medicina. Atualmente, ele frequenta o cursinho pré-vestibular da Poli.

Yasmin Aleixo Lopes, de 16 anos, tem o sonho de cursar Direito na Universidade Presbiteriana Mackenzie e, para isso, decidiu fazer o Enem como teste. Em seu caso, ela não acredita ser possível conseguir uma vaga em universidade pública, por isso pretende concorrer a uma bolsa em um dos programas governamentais.

Todos os anos, muitos atrasos são registrados nos dias de prova. Para não entrar para a estatística, é importante se planejar com antecedência. Visite o local das provas antes da data, trace os melhores caminhos e saia de casa mais cedo no dia de realização do exame. Com essas pequenas ações, você pode evitar maiores problemas e se preparar melhor para a prova, sem estresse de última hora.

#CruzeiroDoSul #Jornalismo #AUN #Enem2018 #MEC #Inep #Prouni #SISU #BoaSorteYasmin #BoaSorteEduardo #BoaSorteAnaPaula #BoaSorteATodos

Repórteres: André Nascimento  / Danikelli Borges

Planejamento Multimídia: Flávia Sampaio

Fotógrafa: Gabriele Tenório

Pauteira: Joana Souza

Editora: Mayara Lopes

Revisora: Pamella Eloynne

Redes Socias: Paula Lira

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *