Notícias falsas nas eleições brasileiras

As eleições de 2018 no Brasil ocorrem inicialmente no dia 7 de outubro e com isso, a Justiça Eleitoral possui o desafio de controlar as propagandas eleitorais. Pois em 2017, houve uma reforma eleitoral que possibilitou aos candidatos o uso de novas ferramentas na internet para promoverem suas campanhas a partir de “posts”. Entretanto, todos estão sujeitos às fake news (notícias falsas), que podem causar um grande desequilíbrio nas eleições.

Há possibilidade de uma nova legislação para punir de uma forma mais severa os provedores de notícias falsas que ainda está sendo discutida no Congresso Nacional, sugerida por Luciano Fuck, secretário-geral da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral. Há controvérsias dentro da discussão, pois pesquisadores e ativistas acreditam que o combate às fake news é perigoso e pode afetar a liberdade de expressão do cidadão.

Apesar da legislação, a dificuldade maior que se encontra é diminuir o alcance das notícias falsas pela internet.

Fake news a fora

No ano de 2016, quando ocorreu a eleição nos Estados Unidos da América.  Nesse mesmo ano, o BuzzFeed News realizou uma análise de 40 notícias sobre a eleição americana, entre elas verdadeiras e falsas, e concluiu que as que não eram verdadeiras se sobressaíram aos conteúdos publicados por grandes fontes como The New York Times, NBC News, entre outros, a partir de redes sociais como o Facebook, por exemplo.

As notícias que mais repercutiram na época eram: “Wikileaks confirma que Clinton vendeu armas para o Estado Islâmico” e uma que a própria assessoria de imprensa de Trump publicou para ganhar credibilidade, que dizia que Papa Francisco estaria apoiando o republicano em sua candidatura. Levou uma semana até que o Vaticano desmentisse a “notícia”, porém já tinha surtido o efeito desejado. O termo “fake news” foi tão intenso que no ano de 2017 foi eleita a palavra do ano pela editora britânica Collins.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pauta: Carolina Gomes Mangieri
Redação: Roberto Magalhães Araújo
Edição e Revisão: Larissa Galdino Moreira
Fotografia/Imagem: Rodrigo Alves Araújo
Planejamento Multimídia: Marina Gonçalves dos Santos

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *