Moradores da Liberdade sofrem com o acúmulo de lixo

Por: Johnny Maure, Letícia Neres e Wesley Silva.

Quem passa pelas ruas Galvão Bueno e da Glória, provavelmente já notou a enorme quantidade de lixo que se acumula pelas calçadas. Um problema simples de ser resolvido com o descarte correto do lixo no dia da coleta, mas não é bem isso que acontece.

Facilmente, quem anda pelo bairro da Liberdade pode notar o descarte de lixo de modo irregular nas ruas, é possível presenciar, eventualmente, comerciantes e moradores descartando lixo nas calçadas fora do horário da coleta.  “A coleta de lixo aqui no bairro é diária, mas mesmo assim todo dia tem lixo espalhado em todos os lugares a qualquer horário por aqui no bairro”, relata o morador Jaílson. O descaso com o descarte e coleta de lixo na Liberdade vem incomodando os moradores pela dificuldade de transitar em certos pontos do bairro. O lixo depositado do lado de postes de energia, nas esquinas e também nas faixas de pedestres transforma simples percursos em um verdadeiro labirinto ao caminhar. “É um absurdo uma das maiores cidades do mundo ter tanto espalhado ou amontoado pelas ruas, ainda mais em uma região central de São Paulo que possui um grande fluxo de pessoas diariamente”, desabafou o estudante de Educação Física, Paulo.

Acúmulo de lixo ao lado de um poste na rua Taguá. (Foto: Ilquias Rodrigo)
Acúmulo de lixo ao lado de um poste na Rua Taguá. (Foto: Ilquias Rodrigo)

Além de causar mau cheiro e prejudicar o lado visual das ruas, o lixo espalhado pelo bairro também contribui para o aumento de insetos, pombos (que transmitem doenças como a toxoplasmose) e potencializa o entupimento das galerias de águas pluviais causando enchentes da região. Os próprios pedestres que transitam pelo bairro também contribuem para sujeira no bairro, flagramos uma mulher descartando uma lata de refrigerante enquanto andava pela Rua Galvão Bueno, abordamos a mulher, que não quis se identificar, porém assumiu que estava errada, mas não se importou com o que fez. “Olha o tanto de lixo espalhado por aqui, você acha que a minha vai fazer alguma diferença?”, ironizou a mulher.

A colaboração para um bairro melhor deve ser coletiva, com moradores, comerciantes e pedestres fazendo sua parte do descarte correto do lixo. No site da prefeitura informa que a coleta é diária e feita no período da manhã, mas mesmo com esse suposto controle, é muito fácil encontrar amontoados de lixo no bairro, especialmente no período da tarde e noite. Tentamos entrar em contato com a subprefeitura da Sé para explicar a situação, mas não houve retorno até o fechamento desta reportagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X