Polícia Federal prende ex-governador Anthony Garotinho

Por: Stephanie Oliveira


Anthony Garotinho, ex-governador do Rio de Janeiro, foi preso na manhã desta quarta-feira (16) pela policia federal em um apartamento na Zona Sul do Rio. Garotinho foi detido na operação Chequinho, acusado de comprar votos nas últimas eleições na cidade de Campos dos Goytacazes. A policia federal também possuía um mandado de busca e apreensão no apartamento, segundo os policiais, os materiais que foram encontrados comprovariam a participação de Garotinho na fraude por meio do programa chamado Cheque Cidadão.

Na noite desta quinta-feira (17), o juiz Glaucenir Silva de Oliveira solicitou a transferência de Garotinho para o complexo do Bangu, alegando que o político estava recebendo tratamento diferenciado na unidade pública. O juiz diz ter recebido informações de que “Anthony Garotinho estava recebendo diversas regalias no Hospital Souza Aguiar”, e completou dizendo que “nenhum preso por ordem judicial pode ter direito a qualquer regalia ou tratamento diferenciado, seja em unidade prisional ou hospitalar”. Estas informações foram desmentidas pela família de Garotinho.

Durante a transferência, houve um tumulto em frente ao Hospital Municipal Souza Aguiar, onde o ex-governador estava internado. Sua esposa, Rosinha Garotinho gritava repetidamente “meu marido não é bandido” enquanto tentava entrar na ambulância para acompanhar o esposo, Rosinha durante o tumulto quase desmaiou e precisou ser amparada por seus assessores. A filha de Garotinha e deputada federal Clarissa Garotinho chorou muito e foi consolada por parentes e amigos da família.

Nesta sexta-feira (18), Anthony Garotinho deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento do Complexo Penitenciário de Bangu e está sendo acompanhado por um cardiologista da Secretária de Administração Penitenciária em uma unidade individual de tratamento.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X