“Para maiores de 18 anos”

Por: Leonardo Macedo e Ricardo Martins. 


Você poderá ter o prazer de tomar um coquetel sem danificar seu fígado e coração” Isso é o que diz o cientista britânico David Nutt de acordo ao site G1. David e sua equipe estudaram substâncias cujos efeitos no cérebro se assemelham aos do álcool para produzir a droga que, afirmam, é atóxica.
A nova substância foi batizada de alcosynth, e segundo cientista, ela simula os efeitos positivos do álcool, mas não causa dor de cabeça ou náuseas, por exemplo. E tampouco agride o fígado.
De acordo com o relatório global sobre álcool e saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS), 15% das mortes decorrentes de acidentes de trânsito no mundo foram atribuídas ao álcool em 2012.
Estimasse que no Brasil, 18% dos acidentes de trânsito entre homens foram causados pelo álcool, enquanto entre mulheres, esse número cai para 5,2% dos casos.
A indústria do álcool mostrou ceticismo em relação a tal descoberta, uma vez que para a fabricação do mesmo, teria que ter um alto investimento e em entrevista ao jornal The Independent, o presidente da Associação de Bares do Reino Unido afirma que não seria necessário o uso dessa nova substancia uma vez que já existem outros tipos de bebida cujo teor alcoólico seja baixíssimo e que se todos bebessem com moderação, logo iria evitar tantos problemas.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X